Como evitar acidentes em plataformas de petróleo

Se você trabalha embarcado em um ativo Offshore ou sonha em atuar neste mercado, deve imaginar que estar em alto mar, cercado de água e longe da terra firme não parece algo seguro, não é mesmo? 

Felizmente, existem procedimentos a serem seguidos em um ativo offshore para que acidentes sejam evitados. Conheça um pouco mais sobre eles neste material que preparamos para você.

Boa leitura!

O que são ativos Offshore?

Ativos Offshore são plataformas petrolíferas em alto mar. Nelas, é onde ocorrem as extrações de petróleo no oceano. Geralmente, estão localizadas em áreas marítimas com grandes profundidades e onde exista reservas abundantes de petróleo no subsolo.

Quais são os tipos de ativos Offshore?

A gente fala muito em dois tipos no nosso blog, que são:

  • Plataformas fixas: as plataformas fixas são projetadas para receber todos os equipamentos de perfuração, estocagem de materiais, alojamento de funcionários, assim como todas as instalações necessárias para a produção dos poços. Não têm capacidade de estocagem de petróleo ou gás, que precisam ser enviados para o continente através de oleodutos e gasodutos.
  • Sistemas flutuantes de produção (FPS – Floating Production Systems): são navios, em geral de grande porte, com capacidade para produzir, processar e armazenar petróleo e gás natural, que ficam ancorados em um local definido.

Os principais tipos de FPSs são: 

  • FPO (Floating Production and Offloading ou Unidades Flutuantes de Produção e Descarga); 
  • FPSO (Floating Production, Storage and Offloading ou Unidades Flutuantes de Produção, Armazenamento e Descarga); 
  • FSU (Floating Storage Unity ou Unidades Flutuantes de Armazenamento).

Procedimentos e boas práticas para evitar acidentes no Offshore

Trabalhar em ativos Offshore é uma experiência que pode ser bastante enriquecedora para o profissional da área, pois há possibilidade de crescer profissionalmente e até trabalhar fora do país. Contudo, existem riscos envolvidos na rotina de quem trabalha embarcado.

Confira a seguir quais procedimentos e boas práticas devem ser adotados para que acidentes sejam evitados. Aproveite para verificar se a sua equipe está cumprindo tudo de forma correta.

Evitando incêndios em ativos Offshore

Existem vários riscos atrelados à atividade Offshore. O mais evidente e que causa mais receio aos trabalhadores embarcados é o risco de incêndios e explosões. O trabalho nesses lugares envolve materiais altamente inflamáveis.

E o que agrava mais a situação é o fato de que os incêndios ou explosões ocorrem em alto mar. É fundamental que a tripulação esteja preparada para combater incêndios ainda sem a ajuda vinda de terra firme, por isso os trabalhadores devem ser treinados para situações emergenciais como esta. 

A melhor forma de evitar um incêndio é adotando medidas preventivas no ativo Offshore.

Mas que medidas são essas? Confira a seguir:

  • não permita acúmulo de óleos, graxas e combustíveis em porões, assim como em instrumentos elétricos e equipamentos que trabalham com alta temperatura;
  • não guarde panos e trapos próximos de equipamentos elétricos ou em qualquer canto que não sejam o local próprio para eles;
  • não opere equipamentos elétricos que estejam sobrecarregados;
  • não deixe óleos usados para fritura armazenados no forno da cozinha;
  • nunca solde ou corte materiais sem a presença de uma pessoa de apoio com extintor de incêndio e o EPI (Equipamento de Proteção Individual) adequado.

Use o EPI da forma correta

Falando em EPI, a utilização deles é um dever de todo profissional que trabalha exposto a algum tipo de risco, inclusive sendo determinado pela NR-06. Diariamente, você deve usar os seus próprios EPIs e incentivar esta prática em seus colegas.

Existem diversos tipos de profissionais atuando em várias áreas dentro de uma plataforma de petróleo. Para cada uma das atividades desempenhadas, o profissional precisa de um EPI específico. 

Podemos tomar como exemplo o EPI do Supervisor de Radioproteção, que contém capacete, óculos de segurança, protetor auricular, respirador, macacão de peça única com capuz lavável, além de luvas e botas de borracha.

Além dele, o EPI usado diariamente por profissionais embarcados em plataformas conta com itens como protetores faciais, coletes salva-vidas, cintos de segurança, roupas de imersão, dentre outros.

A produção de petróleo requer cuidados especiais para que os riscos de acidentes sejam minimizados. Com estas medidas específicas, podemos garantir saúde e segurança aos trabalhadores embarcados.

Dê prioridade à Radioproteção

Infelizmente, a Radioproteção é um item negligenciado por muitas empresas na indústria Offshore, principalmente aquelas que resolvem cuidar dela por conta própria. É essencial que práticas rígidas de segurança do trabalho sejam postas em práticas em todas as áreas onde houver presença de materiais radioativos.

Esta ação tem o objetivo de assegurar que qualquer trabalhador que esteja exposto à radiação ionizante (seja pela função que demanda a exposição ou a exposição por acidente) não receba uma dose maior de radiação do que o limite anual aceitável e determinado por lei. 

Confira os limites anuais na imagem abaixo:

limite-dose-anual-radiação

Siga o briefing de convivência e procedimentos de segurança da forma certa

Sempre que o trabalhador embarca em um ativo Offshore, é passado a ele um briefing completo de procedimentos e cuidados para que acidentes sejam evitados. Ele é essencial para que todo trabalhador lembre de adotar práticas que poderiam ser esquecidas com o passar do tempo.

Estes são os itens do briefing básico de convivência e procedimentos a bordo:

  • não corra ao subir ou descer as escadas;
  • lembre-se de usar o corrimão das escadas e transitar sempre pelo lado direito;
  • antes de manusear ou transportar qualquer produto químico, consulte primeiro a FISPQ (Ficha de informações de Segurança de Produtos Químicos);
  • fique atento à movimentação de cargas;
  • nunca se exponha a uma carga suspensa e obedeça sempre a sinalização de isolamento de área;
  • nas salas de lazer e também no refeitório, sempre esteja vestido com roupas limpas;
  • sempre que soar o alarme, as equipes de emergência entram em ação para controlar a ocorrência;
  • caso a situação se agrave, quem não for essencial no controle da emergência, será retirado da unidade pelo meio mais rápido e mais seguro;
  • se você notar qualquer aspecto que possa colocar a segurança e a saúde das pessoas ou meio ambiente em risco, avise imediatamente o gerente da plataforma;
  • evite fumar, mas caso fume, o faça em áreas dedicadas à atividade;
  • nunca se esqueça de apagar bem os cigarros antes de sair das áreas reservadas para fumantes.

Além deste briefing básico, para garantir a segurança em ativos Offshore, os trabalhadores são orientados por meio de treinamentos e procedimentos de emergência.

Se você trabalha embarcado, não deixe de revisar os protocolos periodicamente para ficar preparado nos casos de acidentes, como:

  • colisão;
  • incêndio;
  • naufrágio;
  • adernamento;
  • água aberta;
  • derramamento de óleo;
  • vazamento de gás;
  • homem ao mar;
  • superfície livre;
  • queda de aeronave.

Procedimentos de emergência são necessários para que seja possível prestar o devido atendimento em casos de acidentes ou de outra situação inesperada que coloque a vida dos tripulantes, passageiros ou da própria embarcação em risco. 

Geralmente, uma ocorrência pode ser resolvida de forma rápida se as medidas adequadas forem executadas nos primeiros instantes.

Hidrate-se

As plataformas de petróleo recebem uma altíssima incidência de raios solares diariamente. Portanto, o uso de filtro solar para proteger a pele é um item essencial. Também não deixe de beber bastante água. Garrafas de água são permitidas na plataforma, desde que não sejam de vidro! 

Ficar muito tempo exposto à radiação solar sem proteção adequada e sem se hidratar pode causar sérios problemas de saúde, como a desidratação e a insolação. 

Qualquer mal-estar sentido durante o trabalho no Offshore deve ser relatado para que possa ser sanado ou minimizado rapidamente, da maneira mais eficientes possível. 

Mantenha um bom relacionamento a bordo!

Convivência é fundamental na vida de todo mundo. Desta forma, o tempo que você ficará embarcado será melhor aproveitado. Quando laços entre quem trabalha na plataforma são criados, a sua integridade física e mental é preservada. Lembre-se que você estará isolado da terra, com pouco contato com familiares e amigos.

Trata-se de uma nova experiência social e profissional. Você trabalha e mora no mesmo local e ainda precisa dividir seu “lar” com colegas de trabalho. Para minimizar os problemas sociais nas plataformas, separamos algumas dicas de convivência:

Dicas de convivência:

  • saiba ouvir e falar nos momentos certos;
  • exercite sua paciência para não causar confusões;
  • tenha humildade para aceitar as ideias dos colegas, além das críticas;
  • evite brincadeiras agressivas;
  • “piadas” discriminatórias de qualquer tipo não devem ser toleradas;
  • fomente o trabalho em equipe;
  • respeite o sono dos seus colegas e a paz na plataforma.

Equipamentos eletrônicos são proibidos

Por último, mas certamente não menos importante, saiba que equipamentos elétricos e eletroeletrônicos, assim como outros instrumentos que não possuam certificação para uso em atmosferas explosivas, jamais devem ser utilizados em qualquer área industrial. E em um ativo Offshore não é diferente.

Saiba que equipamentos, como lanternas, computadores, celulares, câmeras fotográficas ou filmadoras só podem ser utilizadas mediante autorização específica. Telefones internos e rádios serão os equipamentos utilizados para comunicação. Algumas empresas chegam a confiscar ou lacrar os aparelhos celulares dos tripulantes do ativo Offshore. 

Esperamos que você tenha entendido um pouco mais sobre as formas de evitar acidentes em ativos Offshore.

É importante destacar entre esses pontos, que a negligência com a Radioproteção nos ativos Offshore pode gerar sérios riscos envolvendo a radiação ionizante.

Esse tipo de radiação acarreta diversos efeitos biológicos aos indivíduos expostos a ela. Por isso, a melhor forma de evitar os efeitos da radiação ionizante no ambiente de trabalho é por meio de um Serviço de Radioproteção bem preparado.

Se sua equipe tem IOEs (Indivíduos Ocupacionalmente Expostos), é necessário estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado e eficiente para que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada de acordo com as normas da CNEN.

Também é possível contratar empresas especializadas em Radioproteção para cuidar da proteção radiológica da sua empresa ou da empresa onde trabalha.

segurança e saude petróleo
Quer saber mais sobre a segurança em plataformas de petróleo? Baixe o nosso eBook gratuito com tudo o que você precisa saber!

Cadastre-se na nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!