Por que você deve realizar uma análise de risco?

Em qualquer setor que envolve o trabalho de pessoas e a exposição delas a riscos, é essencial contar com uma boa equipe voltada para o setor da Segurança do Trabalho. 

Além disso, para que seja possível entender quais ameaças podem estar presentes no ambiente de trabalho, uma análise de riscos deve ser realizada.

Continue lendo o post e descubra mais sobre a importância da análise de riscos!

O que é a análise de riscos no ambiente de trabalho?

Como o próprio nome diz, o principal objetivo da análise de riscos é verificar quais são as ameaças existentes em um ambiente de trabalho, trazendo segurança para todos os trabalhadores envolvidos nas atividades realizadas, além de documentar tudo o que for analisado, sugerir correções caso erros sejam encontrados e implementar procedimentos de segurança.

Resumindo: o foco da análise de riscos está no bom relacionamento entre o trabalhador, as ferramentas utilizadas e o ambiente de trabalho. É essencial que ela seja feita para cada tipo de atividade que exista na empresa.

Qual é a sua importância?

Qualquer tipo de acidente que ocorra no ambiente de trabalho pode gerar perdas financeiras, operacionais e humanas. O trabalho em altura, por exemplo, oferece sérios riscos para aqueles que realizam atividades envolvendo elevadas altitudes.

No Offshore, a limpeza de tanques de carga, apesar de ser feita em um espaço confinado, pode ser considerada uma atividade realizada em altura, por conta da enorme profundidade que um tanque pode ter. 

A Norma Regulamentadora 35 é a NR responsável por regulamentar o trabalho em altura. Confira mais sobre ela a seguir:

NR-35 – Trabalho em Altura

A NR-35 determina os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo a organização, o planejamento e a execução das atividades nesta situação. Desta forma, a norma garante a saúde e segurança dos trabalhadores envolvidos no trabalho em altura, seja direta ou indiretamente.

A norma considera que um trabalho em altura é toda atividade executada acima de dois metros do nível inferior e que haja o risco de quedas. E um tanque de carga de um ativo Offshore, apesar de ser considerado um espaço confinado, é muito alto.

Uma das principais causas de mortes de trabalhadores, está ligada a acidentes envolvendo quedas de altas distâncias. Ao ser realizada a análise de risco, é possível regularizar o processo e tornar os trabalhos mais seguros, para poder intervir em situações de perigo ou risco.

Segundo o subitem 35.4.5.1 da NR-35:

A Análise de Risco deve, além dos riscos inerentes ao trabalho em altura, considerar:

  • o local em que os serviços serão executados e seu entorno;
  • o isolamento e a sinalização no entorno da área de trabalho;
  • o estabelecimento dos sistemas e pontos de ancoragem;
  • as condições meteorológicas adversas;
  • a seleção, inspeção, forma de utilização e limitação de uso dos sistemas de proteção coletiva e individual, atendendo às normas técnicas vigentes, às orientações dos fabricantes e aos princípios da redução do impacto e dos fatores de queda;
  • risco de queda de materiais e ferramentas;
  • os trabalhos simultâneos que apresentem riscos específicos;
  • o atendimento aos requisitos de segurança e saúde contidos nas demais normas regulamentadoras;
  • as condições impeditivas;
  • as situações de emergência e o planejamento do resgate e primeiros socorros, de forma a reduzir o tempo da suspensão inerte do trabalhador;
  • a necessidade de sistema de comunicação;
  • a forma de supervisão.

NR-33 – Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

Como citamos anteriormente, os tanques de carga de um ativo Offshore são considerados espaços confinados, e existe uma norma voltada para este tipo de ambiente de trabalho. 

O objetivo da NR-33 é reconhecer, avaliar, monitorar e controlar os riscos existentes em espaços confinados. E é ela também que estabelece os requisitos mínimos para identificar o que é um espaço confinado.

Um espaço confinado é qualquer área não projetada para ocupação contínua, com meios limitados de entrada e saída, sem ventilação apropriada para remover contaminantes ou onde possa existir pouca quantidade de oxigênio.

Dentro desses espaços confinados, são realizadas atividades, como: obras da construção civil e naval, operações de salvamento, resgate e manutenção e limpeza de tanques de carga no Offshore.

Por ser um espaço confinado, os riscos são altos e diversos. Por isso, é essencial realizar a análise de riscos. Entre os riscos presentes, podemos destacar a falta ou excesso de oxigênio, risco de incêndios e explosões, soterramento, choques elétricos, esmagamentos, inundação, queimaduras, intoxicações, entre outros.

Se a NR-33 for seguida de forma correta, ajudará a garantir a segurança e saúde de quem vai trabalhar em um espaço confinado, seja interagindo direta ou indiretamente nesse espaço. 

Procedimentos de emergência são necessários para o atendimento em casos de acidentes ou qualquer outra situação inesperada que atente contra a vida dos tripulantes, passageiros ou da própria embarcação. 

Mas é muito importante prevenir que acidentes ocorram, por isso necessidade de que uma análise de risco seja bem feita. Geralmente, um acidente ou emergência pode ser resolvido rapidamente se as medidas adequadas forem executadas nos primeiros instantes.

Para saber mais sobre a segurança em plataformas de petróleo, baixe o nosso eBook gratuito com tudo o que você precisa saber!

segurança e saude petróleo

Não deixe também de assinar a nossa newsletter e receber mais conteúdos como este!