Cuidados com o NORM/TENORM no Slop Tank

O NORM/TENORM está presente (e com certa frequência) em plataformas Offshore e é essencial se atentar para os níveis de concentração deste material em sua plataforma, para que a sua equipe não seja colocada em risco.

Um dos locais em que ocorre a presença deste material são os Slop Tanks

Continue lendo e saiba como gerenciar o NORM/TENORM nestes tanques.

O que é o NORM/TENORM e como eles acabam se acumulando no Offshore?

Você pode até não saber, mas o solo, a água e praticamente todas as rochas do planeta contêm pequenas quantidades de materiais radioativos, como Urânio (U), Tório (Th), Rádio (Ra), Radioisótopos de Potássio (K), Chumbo (Pb), Polônio (Po) e outros.

Tudo isso é chamado de material radioativo de ocorrência natural, ou NORM (a sigla vem de Naturally Occurring Radioactive Materials). Quando estes materiais são manuseados, concentrados e tecnicamente modificados por processos como o de extração, por exemplo, os níveis de radionuclídeos ou potencial de exposição aumentam e tornam-se TENORM (Technologically Enhanced Naturally Occurring Radioactive Materials).

A principal diferença entre o NORM e o TENORM está nos níveis de radiação aos quais eles expõem as pessoas. O primeiro, por ser encontrado de maneira dispersa na natureza, diz respeito a um tipo de material radioativo com concentrações baixas de radionuclídeos.

Já o TENORM, por se tratar de NORM concentrado, possui maior potencial danoso a quem está exposto a ele.

Durante a fase de perfuração por um ativo Offshore, o campo que está sendo explorado já conta com a presença de NORM. Conforme ocorre o processo de extração ou recuperação do petróleo do campo, o material que está diluído no óleo e gás “sobe” com o material produzido através dos vasos, linhas e tubulações presentes na planta de produção. 

Todo o material vai se acumulando no ativo Offshore e torna-se TENORM. As borras e incrustações presentes contém este material, então é essencial realizar a limpeza e a descontaminação periodicamente.

Após algum tempo, ocorre a redução da pressão no reservatório e é necessário injetar água (ou gás) para manter a produção fluindo, o que causa a dissolução acelerada dos sais que possuem materiais radioativos presentes na rocha e no óleo. Assim, ainda mais material TENORM se acumula na planta de produção.

Após anos em operação, o acúmulo de TENORM pode ser gigantesco, caso a limpeza e a descontaminação periódica do ativo Offshore não seja feita!

O que são Slop Tanks?

Slop Tanks são tanques presentes em plataformas, usados para armazenar restos de produtos gerados em processos, como a limpeza de tanques de carga. É como se fosse o “lixão” do ativo Offshore. 

Materiais em condições de qualidade abaixo do ideal para serem comercializados são armazenados neles, além de ir também água e areia para os Tanks. A água presente pode conter resíduos de óleo, com material NORM/TENORM. Resíduos gerados em limpezas de cozinhas e banheiros do ativo Offshore também são armazenados nestes tanques. 

Em suma, tudo o que não tem utilidade, como resíduos que não possuem finalidade ou destinação – radioativos ou não – vão para os Slop Tanks

É essencial se atentar aos produtos presentes nos Slop Tanks, pois não terá apenas borra oleosa com a presença de NORM/TENORM, mas também outros produtos químicos, como materiais que produzem gases tóxicos ou com alto nível de inflamabilidade, que podem afetar a forma como os profissionais devem lidar com estes rejeitos radioativos.

Durante o processo de limpeza de tanques de carga e, após a detecção da presença de material radioativo, é essencial já prosseguir para o processo de descontaminação. Por isso, indicamos a contratação de empresas que prestam os dois serviços, tanto de limpeza quanto de descontaminação.

É essencial também estar em dia com as normas regulamentadoras para evitar não conformidades, multas e a interdição do ativo Offshore, o que geraria milhões de dólares em prejuízos por dia!

É importante também realizar uma Inspeção Regulatória para eliminação de Não Conformidades. Esta inspeção é um serviço oferecido por empresas especializadas que fazem uma varredura de ponta a ponta da plataforma, do FPSO ou de um navio de armazenagem, avaliando todos os tópicos levantados pela CNEN, pelo MTE e pelo IBAMA, referentes à proteção radiológica.

Então, a empresa emite um laudo com tudo o que está irregular e com recomendações para corrigir as não conformidades encontradas. Como são sugestões, cabe à operadora da plataforma ou FPSO adotar as orientações fornecidas pela empresa prestadora de serviços ou não.

É importante ter a certeza de que a unidade será vistoriada por um grupo de profissionais competentes, qualificados e certificados pelos principais órgãos legais responsáveis. Temos certeza que o gasto com esta inspeção será bem menor do que os prejuízos futuros que podem ser gerados por uma Não Conformidade!

As leis estão aí para serem seguidas à risca. Assim, você evita que acidentes ocorram, o que acarretaria em prejuízos humanos, materiais e ao meio ambiente.

É importante saber que a radiação causa diversos efeitos biológicos às pessoas expostas a ela, dependendo da dose de exposição.

Se você quer evitar todos os efeitos da radiação ionizante no ambiente de trabalho, precisa de um Serviço de Radioproteção bem preparado. Também é essencial estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado.

Quando você trabalha em uma indústria que utiliza fontes radioativas em seus processos, é necessário que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada, de acordo com as normas da CNEN.

Também é possível contratar empresas especializadas para cuidar da sua proteção radiológica se, por algum motivo, for gerada muita dor de cabeça ao implementar um Serviço de Radioproteção por conta própria.

Para você que deseja ser um especialista no assunto, preparamos um material completo com tudo o que você precisa saber sobre Radioproteção.

E não esqueça de se cadastrar na nossa newsletter. Seja um especialista no assunto!

FONTES:

  • Mais de 10 anos de experiência em Segurança do Trabalho junto às maiores indústrias do Brasil
  • Mais de 3 mil horas executando serviços de Radioproteção
  • Mais de 200 clientes atendidos em todo país