Descontaminação de Tanques e Equipamentos no Offshore

Se você é um Técnico, Gestor ou Supervisor de Radioproteção e trabalha embarcado, com certeza já deve ter ouvido falar de NORM e TENORM, materiais presentes no Offshore.

E você sabe como o processo de descontaminação de tanques e equipamentos com acúmulo destes materiais funciona? Continue lendo o post e descubra!

NORM e TENORM no Offshore

O NORM e o TENORM são encontrados em plataformas de petróleo Offshore e precisam ser controlados. Porém, é preciso um processo de descontaminação de partes e peças Offshore, como tanques e equipamentos por exemplo, antes que eles sejam descartados ou vendidos ou mesmo para garantir que o material não se acumule demais e se torne um risco grave para quem está presente.

Para começar, é preciso entender que todo o ativo Offshore que atue na produção e extração de óleo e gás tem potencial para acumular traços radioativos de material natural, que formam o NORM e o TENORM.

Natural Occurring Radioactive Material ou simplesmente NORM, é o material radioativo que não contém quantidades significativas de radionuclídeos, exceto os radionuclídeos de origem natural. A definição exata de “quantidades significativas” é uma decisão regulatória.

O NORM é um material natural e o contato com ele faz parte do nosso cotidiano. Um exemplo é a praia de areia preta em Guarapari, que contém concentrações de NORM na areia.

O NORM não oferece riscos de contaminação para os seres humanos. O único problema está quando esse tipo de material é processado de alguma maneira, como, por exemplo, durante a fase de perfuração e uma plataforma Offshore, em que o campo de exploração contém material NORM.

Conforme ocorre o processo de extração do petróleo, o NORM que está diluído em óleo e gás “sobe” junto ao material produzido. Todo o NORM vai se acumulando na planta de produção, em forma de borras e incrustações, se tornando TENORM (Technologically Enhanced Naturally Occurring Radioactive Material).

Se você é um Técnico, Gestor ou Supervisor de Radioproteção e trabalha embarcado, com certeza já deve ter ouvido falar de NORM e TENORM, materiais presentes no Offshore.

A NR-37 e as Radiações Ionizantes

A NR-37 possui uma parte totalmente voltada para as Radiações Ionizantes em plataformas de petróleo!

A norma diz que, durante todo o ciclo de vida da plataforma, a operadora deve adotar medidas para proteger os trabalhadores contra os efeitos nocivos da radiação ionizante, provenientes de operações industriais com fontes radioativas e de materiais radioativos de ocorrência natural (NORM/TENORM), gerados durante a exploração, produção, armazenamento na plataforma.

Qual é a importância da Radioproteção?

A Radioproteção é a área responsável pela prevenção de acidentes relacionados aos efeitos da exposição à radiação ionizante no ambiente de trabalho.

É importante lembrar que a radioproteção não é somente aplicada na operação de reatores nucleares, mas também para garantir a proteção, a segurança de trabalhadores e empresas, nas diferentes aplicações que utilizam fontes radioativas na indústria, medicina e agricultura.

A radioproteção ainda atua no controle do material radioativo, no gerenciamento de rejeitos radioativos, no transporte de fontes radioativas e na gestão e descontaminação de materiais nucleares NORM e TENORM.

Como funciona a descontaminação de tanques e equipamentos no Offshore?

Nas plataformas Offshore, é esperado que haja algum tipo de contaminação em equipamentos, ferramentas e até mesmo em áreas da planta industrial, como tanques.

Para garantir a proteção de todos os trabalhadores e a segurança de toda a área, é necessário um processo de descontaminação completa, que consiste em:

  • segregação de material contaminado conforme sua natureza e forma física;
  • separação de isótopos contaminantes do material;
  • rejeitos devidamente embalados e guardados em local seguro até sua deposição para a CNEN.

Também existem peças e partes das plataformas de petróleo que precisam ser descontaminadas.

Essas peças e partes, depois da sua vida útil, ou são descartadas, ou passam por algum tipo de manutenção e recuperação, sendo reaproveitadas pela mesma empresa, ou são vendidas.

Independentemente de qual destino tenha esse material, ele precisa ser transferido sem que contenha nenhum risco de contaminação radioativa.

Desta forma, é necessário que se faça, antes de qualquer tipo de transferência, a monitoração dessas peças. E caso tenha sido identificado material contaminado, é necessário realizar a remoção do mesmo.

Existem empresas plenamente capacitadas e com habilidades para realizar a descontaminação de tanques, equipamentos, partes e peças no Offshore.

Sim! Não basta apenas saber fazer, é necessário poder fazer!

Para isso, é necessário possuir habilitação concedida pela CNEN para empresas que possam realizar esse serviço de remoção e descontaminação radioativa.

Se você é um Técnico, Gestor ou Supervisor de Radioproteção e trabalha embarcado, com certeza já deve ter ouvido falar de NORM e TENORM, materiais presentes no Offshore.

É importante lembrar que seguir as leis pode evitar que acidentes aconteçam, assim como prejuízos humanos, materiais e do meio ambiente.

É importante saber que a radiação – e em especial a radiação ionizante – causa diversos efeitos biológicos às pessoas expostas a ela, dependendo da dose de exposição.

Se você quer evitar todos os efeitos da radiação ionizante no ambiente de trabalho, precisará de um Serviço de Radioproteção bem preparado.

Se você é ou a sua equipe possui um IOE (Indivíduo Ocupacionalmente Exposto), estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado e eficiente é mandatório!

Quando você trabalha em uma indústria que utiliza fontes radioativas em seus processos, é necessário que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada, de acordo com as normas da CNEN.

Também é possível contratar empresas especializadas para cuidar da sua proteção radiológica se, por algum motivo, for gerada muita dor de cabeça ao implementar um Serviço de Radioproteção por conta própria.

Para você que deseja ser um especialista no assunto, preparamos um material completo com tudo o que você precisa saber sobre Radioproteção.

E não esqueça de se cadastrar na nossa newsletter. Seja um especialista no assunto!

FONTES

  • Mais de 10 anos de experiência em Segurança do Trabalho junto às maiores indústrias do Brasil
  • Mais de 3 mil horas executando serviços de Radioproteção
  • Mais de 200 clientes atendidos em todo país