Monitoramento de material NORM/TENORM no Offshore

Você é um Técnico, Gestor ou Supervisor e trabalha embarcado? Então com certeza já deve ter ouvido falar de NORM e TENORM. Mas você sabe da importância do monitoramento de material NORM/TENORM presente no Offshore?

O que são o NORM e o TENORM?

NORM e TENORM são materiais radioativos de ocorrência natural.
O NORM (Naturally Occurring Radioactive Materials) faz parte do nosso cotidiano. O solo, a água e praticamente todas as rochas do planeta contêm pequenas quantidades de materiais radioativos.
O TENORM (Technologically Enhanced Naturally Occurring Radioactive Materials) é o NORM concentrado, ou seja, com maior potencial danoso para os trabalhadores que estão sob a sua responsabilidade.
O NORM se torna TENORM no momento em que as suas propriedades radiológicas, físicas e químicas do material radioativo foram concentradas ou alteradas por terem sido processadas, beneficiadas ou perturbadas de modo a potencializar a exposição humana e/ou ambiental.

Na verdade, o NORM só é NORM quando está na natureza. Assim que ele passa da primeira linha, da primeira tubulação, já podemos considerar TENORM.
As pessoas usam o termo NORM por hábito e convenção, mas é importante saber que sempre é TENORM quando falamos de radiação e contaminação em ativos Offshore!

O NORM/TENORM se enquadra como Radiação Ionizante!

E o que é a Radiação Ionizante?

Estamos diariamente expostos à Radiação. Isso é um fato!

Podemos dividi-la em dois tipos: a não ionizante e a ionizante. Depende do comprimento e da frequência da sua onda eletromagnética.

O comprimento é a distância entre as ondas e a frequência é a quantidade de tempo em que as ondas de mesmo tamanho se repetem. Quanto menor o comprimento da onda, maior será a frequência dela.
A radiação não ionizante possui uma onda eletromagnética com um comprimento muito grande e uma frequência baixa. Ela não apresenta riscos para as pessoas. Temos exemplos como as ondas de rádio, televisão, microondas, infravermelho e outros.
A radiação ionizante é a radiação que transfere energia suficiente para expulsar os elétrons de sua órbita, resultando na criação de íons. Essa radioatividade leva em consideração as partículas ou ondas eletromagnéticas emitidas pelo núcleo atômico durante o processo de reestruturação interna.

Para que serve o monitoramento de material NORM/TENORM?

O monitoramento de material NORM/TENORM serve para verificar se há presença dele a bordo dos FPSOs e plataformas Offshore.
Uma vez que exista essa possibilidade, é necessário ficar atento ao aumento da exposição do trabalhador à radiação ionizante.
Se for identificada a presença de material NORM/TENORM, o monitoramento vai servir também para saber a quantidade de radiação a qual o trabalhador está exposto.

Como é feito o monitoramento?

Ele é feito por etapas. Começa desde a extração, na cabeça do poço, e segue pelas linhas, vasos, tanques, silos…

Todos os locais onde esse material possa passar são monitorados!

Ao não realizar o monitoramento de material NORM/TENORM, não é possível ter como controlar ou não saber o quanto o profissional está exposto à radiação ionizante.

Quais as consequências de não realizar o monitoramento?

Ao não realizar o monitoramento de material NORM/TENORM, não é possível ter como controlar o quanto o profissional está exposto à radiação ionizante ou você pode nem saber que há a exposição.
E muitas vezes essa exposição está acima do limite de 1 milisievert/ano, que é a dose permitida pela CNEN para indivíduos que não trabalham com radiação ionizante.

E aí? Vai dar bobeira e não realizar o monitoramento de material NORM/TENORM na sua plataforma offshore/FPSO?

Sempre batemos na mesma tecla: a radiação ionizante acarreta diversos efeitos biológicos aos indivíduos expostos a ela de acordo com a dose e a forma de resposta.
Por isso, a melhor forma de evitar os efeitos estocásticos e determinísticos da radiação ionizante no ambiente de trabalho é através de um Serviço de Radioproteção bem preparado.
Se sua equipe tem IOEs (Indivíduos Ocupacionalmente Expostos) é necessário estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado e eficiente para que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada de acordo com as normas da CNEN.
Também é possível contratar empresas especializadas em Radioproteção para cuidar da proteção radiológica da sua empresa ou da empresa que você trabalha.
Para você que deseja ser um especialista no assunto, preparamos um material completo com tudo o que você precisa saber sobre Radioproteção.
Não se esqueça de assinar a nossa newsletter também!

FONTES:

  • Mais de 10 anos de experiência em Segurança do Trabalho junto às maiores indústrias do Brasil
  • Mais de 3 mil horas executando serviços de Radioproteção
  • Mais de 200 clientes atendidos em todo país