NR-06: EPIs (Equipamentos de Proteção Individual)

Você, que preza pela sua segurança e das pessoas que trabalham com você, sabe que é uma proteção adequada é essencial para que acidentes de trabalho sejam evitados. Mas você sabia que existe uma Norma Regulamentadora dedicada só a essa parte de proteção? Então, é a NR-06 e ela diz respeito ao EPI (Equipamento de Proteção Individual).

A NR-06 estabelece que toda empresa é obrigada a fornecer gratuitamente o EPI completo aos seus trabalhadores.
a empresa deve fornecer gratuitamente os equipamentos de proteção individual
O objetivo do EPI é garantir a saúde, a integridade física e a segurança do trabalhador. O EPI deve ser aprovado pelo órgão nacional competente e estar de acordo com o risco que o profissional se submete.
Além disso, o equipamento deve estar em perfeito estado de conservação e funcionamento. Parece algo básico, mas muitos técnicos de SSTMA (Saúde e Segurança do Trabalho e Meio Ambiente) não se atentam a isso.
O uso do EPI é obrigatório e fica a cargo do empregador orientar e treinar o funcionário para a conservação, armazenamento e uso correto do equipamento.

Cada atividade requer um EPI específico!

Um bom exemplo é EPI usado pelo Supervisor de Radioproteção que atua em uma plataforma offshore ou em um FPSO.
Muitas indústrias além do offshore também precisam cuidar da segurança dos seus trabalhadores quanto aos efeitos da radiação ionizante.

EPI usado por um Supervisor de Radioproteção embarcado:

      • Macacão de peça única com capuz lavável;
      • Equipamento de respiração de no mínimo padrão P3;
      • Botas de borracha;
      • Luvas de borracha;
      • Capacete de segurança;
      • Proteção ocular (Óculos de Segurança de acordo com a atividade);
      • Equipamento de respiração – Ar mandado (ambiente confinado);
      • Protetor auditivo, simples ou duplo dependendo do Nível se Pressão Sonora.


Nas plataformas de petróleo ainda são usados equipamento de proteção como protetores faciais, coletes salva-vidas, cintos de segurança, roupas de imersão, dentre outros.
Tudo depende de qual área você atua, se na perfuração, exploração ou manutenção e serviços.
Além dos EPIs, a produção de petróleo requer cuidados para que os riscos de acidentes sejam minimizados.

Com medidas específicas podemos garantir saúde e segurança aos trabalhadores de qualquer área!

A radiação – e em especial a radiação ionizante – acarretam diversos efeitos biológicos aos indivíduos expostos a ela de acordo com a dose e a forma de resposta. Por isso, a melhor forma de evitar os efeitos estocásticos e determinísticos da radiação ionizante no ambiente de trabalho é através de um Serviço de Radioproteção bem preparado.
Se na sua equipe tem ou se você mesmo é um IOE (Indivíduo Ocupacionalmente Exposto), estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado e eficiente, considera-se de extrema necessidade. Quando você trabalha em uma indústria que utiliza fontes radioativas em seus processos é necessário que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada de acordo com as normas da CNEN, órgão responsável pela regulação e fiscalização de tudo que envolve radiação nuclear no país.
Caso sua empresa ache muito dispendioso implementar um Serviço de Radioproteção, também é possível contratar empresas especializadas para cuidar da proteção radiológica.
Para você que deseja ser um especialista no assunto, preparamos um material completo com tudo o que você precisa saber sobre Radioproteção.
E não se esqueça de se cadastrar na nossa newsletter e seja um especialista no assunto!

FONTES:

    • Mais de 10 anos de experiência em Segurança do Trabalho junto às maiores indústrias do Brasil
    • Mais de 3 mil horas executando serviços de Radioproteção
    • Mais de 200 clientes atendidos em todo país
    • NR-06