O que fazer para evitar incêndios em plataformas Offshore?

Para quem trabalha embarcado em ativos Offshore, entende que é inevitável estar exposto a diversos riscos, como acidentes, vazamentos, etc. Mas, um dos perigos que causam mais receios aos trabalhadores é a ocorrência de incêndios.

Isso mesmo! Os perigos no Offshore não estão restritos apenas à presença de material radioativo NORM/TENORM. Afinal de contas, o trabalho nestas plataformas envolve também a presença de materiais altamente inflamáveis durante o processo, como a borra oleosa presente junto ao material.

Neste post, iremos falar um pouco mais sobre o que fazer em caso de incêndio no Offshore, bem como fornecer valiosas dicas de como evitá-los!

Por que conter um foco de incêndio em uma plataforma offshore é mandatório?

Conter um foco de incêndio em uma plataforma de petróleo é crucial para evitar que estragos com proporções gigantescas ocorram. Nestes ambientes, incêndios e explosões são altamente passíveis de ocorrer, já que materiais inflamáveis estão presentes na maioria dos ambientes.

Desta forma, a tripulação deve estar preparada para combater incêndios, pois a chegada de uma equipe especializada vinda de terra firme, demora um tempo que pode não ser o suficiente para resolver um incêndio ainda em menores proporções.

Portanto, a melhor forma de lidar com um possível incêndio no Offshore é adotando medidas preventivas na plataforma para que eles sejam evitados.

Confira as principais medidas a serem tomadas para evitar incêndios em plataformas Offshore

Existem algumas dicas de ouro para evitar que este tipo de incidente ocorra em ativos Offshore. Confira a seguir quais são.

  • Evitar o acúmulo de óleos, graxas e combustíveis em porões, assim como sobre instrumentos elétricos e equipamentos que trabalham com alta temperatura
  • Evitar guardar panos e trapos em cantos e próximos de equipamentos elétricos
  • Não operar equipamentos elétricos que estejam sobrecarregados
  • Evitar o uso de produtos químicos e inflamáveis próximos a equipamentos elétricos em funcionamento e em locais que operam com alta temperatura
  • Não guardar óleos usados para fritura no forno da cozinha
  • Nunca soldar ou cortar materiais sem a presença de uma pessoa de apoio com extintor de incêndio adequado

Implementar práticas de prevenção como essas é dever de todo profissional de segurança do trabalho. São procedimentos que devem ser adotados nas atividades diárias de todos a bordo. 

Só assim é possível evitar que incêndios possam provocar muitas mortes e a perda total da instalação em que você trabalha.

O que a NR-37 diz a respeito de incêndios em ativos Offshore?

A NR-37, norma totalmente voltada para o Offshore, conta com um capítulo focado na proteção e combate a incêndios. 

De acordo com a norma, a proteção contra incêndios nas plataformas deve ser desenvolvida por meio de uma abordagem estruturada, considerando os riscos existentes para os trabalhadores e ter os seguintes objetivos:

  • reduzir a possibilidade de ocorrência de incêndio;
  • detectar e alarmar a ocorrência de incêndio na zona de origem;
  • limitar a possibilidade de propagação de incêndio;
  • proteger a atuação dos trabalhadores envolvidos nas atividades de resposta a emergências; 
  • controlar e, quando for seguro, extinguir focos de incêndio;
  • salvaguardar a segurança e a saúde dos trabalhadores durante o abandono da plataforma. 

O sistema de proteção contra incêndio deve ser composto, no mínimo, pelos seguintes requisitos:

  • instrumentos de detecção e alarmes da presença de gases, fumaça e chama;
  • controle e parada do processo de produção ou perfuração;
  • fonte de energia elétrica autônoma de emergência;
  • equipamentos suficientes para combater incêndios em seu início;
  • trabalhadores treinados no uso correto destes equipamentos;
  • Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados para combater o fogo e que possuam Certificados de Aprovação (CAs);
  • rotas de fuga, saídas de emergência e iluminação de emergência para a rápida retirada do pessoal a bordo, em caso de incêndio ou explosão.

Além disso, a plataforma precisa contar com uma série de itens para evitar que aconteçam algumas fatalidades caso ocorram incêndios. Falaremos mais a seguir.

O que uma plataforma Offshore precisa conter para evitar imprevistos com incêndio?

Na plataforma, devem existir sistemas automáticos que paralisem o processo, isolem parte dele, despressurize a unidade ou limite o escalonamento de situações anormais. 

A partir das análises e estudos de riscos, a operadora da instalação deve elaborar procedimentos operacionais para o sistema de parada da plataforma, em função do local e tipo de emergência.

A plataforma deve possuir sistema de acionamento remoto a bordo para comandar a parada de emergência de equipamentos e sistemas que possam propagar ou alimentar o incêndio com material combustível ou inflamável.

O ativo Offshore também deve contar com o controle das admissões e descargas do ar; do funcionamento da ventilação das estações de controle; das áreas de vivência; dos compartimentos de serviço, de carga e de máquinas.

As plataformas devem ser dotadas de sistemas de combate a incêndio, com água pressurizada, que assegure à resposta a emergência em tempo suficiente para preservar a segurança dos trabalhadores. 

Os hidrantes devem ser facilmente visíveis e acessíveis. Os abrigos das mangueiras e demais acessórios não podem estar trancados à chave. Os hidrantes e as redes de alimentação devem ser inspecionados mensalmente e os resultados consignados em relatório.

O suprimento de água para a rede de combate a incêndio deve ser provido por, pelo menos, dois conjuntos moto bombas capazes de serem acionadas independentemente do sistema elétrico principal da plataforma, através de um motor a combustão ou sistema elétrico de emergência.  

A plataforma deve ter um conjunto moto bomba de combate a incêndio pronto para operar, com capacidade plena para um cenário de maior demanda.

Caso haja ampliação ou modificações que alterem o cenário de maior demanda, a operadora da instalação deve reavaliar e redimensionar o sistema de combate a incêndio, quando aplicável.

No período de manutenção do conjunto moto bomba que se encontra em reserva, a operadora da instalação deve adotar medidas de contingenciamento baseada em análises de riscos, garantindo o nível de confiabilidade do sistema de combate a incêndio exigido em normas técnicas nacionais ou internacionais, nesta sequência. 

As bombas de combate a incêndio devem ser testadas, anualmente, quanto ao seu desempenho, mediante a elaboração das suas curvas características (altura manométrica total versus vazão), utilizando instrumentos para medir a vazão, a pressão e a rotação.

A plataforma deve ser dotada de sistemas fixos de extinção de incêndio eficazes, de acordo com as classes de fogo possíveis e o potencial de incêndio na área a ser protegida. As tubulações e acessórios usados no sistema de borrifo de água pressurizada devem estar íntegros, atendendo ao projeto de combate a incêndio.

Os locais de trabalho e as áreas de vivência devem contar com rotas de fuga e saídas para áreas externas, em número suficiente e dispostas de modo a conduzir os trabalhadores até um local seguro ou para o posto de abandono da plataforma de forma rápida e segura. 

Rotas de fuga no Offshore

As rotas de fuga devem:

  • possuir sinalização vertical por meio de placas fosforescentes ou sinais luminosos,  sinalização no piso ou ao nível do rodapé, indicando o sentido para chegar a saída;
  • ser dotadas de iluminação de emergência;
  • ser mantidas permanentemente desobstruídas e íntegras;
  • possuir largura mínima de 1,20m quando principais e 0,70m para as secundárias;
  • ser, nas áreas internas, contínuas e seguras para o acesso às áreas externas.

É claro que, por se tratar de uma norma extensa, você deve buscar mais detalhes sobre o combate a incêndios em ativos Offshore aqui e conferí-la na íntegra!

Procedimentos de emergência são necessários para atendimento a casos de acidentes ou qualquer outra situação inesperada que atente contra a vida dos tripulantes, passageiros ou da própria embarcação. 

Geralmente, um acidente ou emergência pode ser resolvido rapidamente se as medidas adequadas forem executadas nos primeiros instantes.

Para saber mais sobre a segurança em plataformas de petróleo, baixe o nosso eBook gratuito com tudo o que você precisa saber!

segurança e saude petróleo

Não deixe também de assinar a nossa newsletter para receber mais conteudo como este!