Quais são os perigos da radiação em uma plataforma Offshore?

A radiação já marcou a sua presença no Offshore, visto que materiais radioativos NORM/TENORM sempre acompanham o óleo extraído dos campos de exploração. 

Entretanto, quando estes materiais se encontram em grandes quantidades no ativo, sua existência pode representar riscos aos trabalhadores.

Saiba quais são esses notáveis perigos que a radiação pode trazer para quem trabalha no Offshore, bem como as melhores práticas para lidar com eles da melhor forma possível.

De quais formas a radiação pode se apresentar no Offshore?

A radiação pode ser encontrada no Offshore a partir de três formas. 

  • Fontes radioativas em instrumentos de medição utilizados em processos
  • Fontes radioativas embarcadas temporariamente
  • Materiais NORM/TENORM

É importante ressaltar que existem limites de exposição à radiação que o ser humano comum e o IOE (Indivíduo Ocupacionalmente Exposto) podem encarar sem que sofram algum dano à saúde.

A CNEN estabelece o seguinte limite de dose anual de exposição à radiação que um ser humano pode receber:

limite-de-dose-anuais

Já conhece a CNEN?

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. É o órgão superior responsável por criar normas e regulamentos acerca de qualquer tipo de atividade que envolva a energia nuclear no Brasil.

Quais são os perigos presentes em fontes radioativas utilizadas em processos de produção de uma plataforma Offshore?

A produção de petróleo requer uma série de equipamentos importantes para diversos processos, como durante a extração ou para a medição em etapas cruciais. 

Os instrumentos de medição que utilizam fontes radioativas são os mais indicados, uma vez que contam com maior precisão durante a medição.

Por trabalhar com energia nuclear, todas as atividades que envolvam estes instrumentos exigem cuidados especiais para que eles não se danifiquem ou apresentem qualquer problema que possa causar a exposição dos trabalhadores. 

Entretanto, se os instrumentos atenderem a todos os requisitos da CNEN, você não precisa se preocupar com a segurança da sua equipe. 

Vale lembrar que existe um campo de radiação fraco em torno de uma fonte, e essa exposição à radiação é mínima. É menor do que a radiação que somos expostos quando usamos os nossos celulares!

Quais são os riscos que envolvem fontes radioativas embarcadas de forma temporária? 

Estas fontes estão presentes, geralmente, quando empresas terceirizadas vão realizar atividades nas plataformas e levam seus próprios equipamentos para dentro da embarcação. 

São equipamentos pesados e de difícil manuseio, que precisam ser transportados por balsas e em contêineres até a plataforma.

Quando o guindaste está transportando o contêiner que contém o equipamento da balsa para dentro da plataforma, pode ocorrer algum acidente que danifique a fonte radioativa presente no equipamento. 

Para solucionar este problema ou evitar que ele ocorra, é essencial que a equipe da embarcação esteja devidamente treinada para agir em uma situação de risco já instaurada.

Todos os profissionais embarcados devem ter noções básicas de radioproteção, em especial, os responsáveis pela Segurança do Trabalho (engenheiros e técnicos) e o departamento médico (técnicos, enfermeiros e médicos). 

Desta forma, grandes problemas envolvendo a radiação podem ser evitados.

Somente com treinamentos das equipes voltados para a Radioproteção, medidas cabíveis podem ser adotadas, evitando completamente a contaminação e a exposição excessiva ao material radioativo no ativo Offshore.

Como o NORM/TENORM pode representar um perigo para o Offshore?

No decorrer da fase de perfuração de uma plataforma Offshore, exatamente durante o processo de extração ou recuperação do óleo do campo explorado, o NORM/TENORM, que está diluído no material, “sobe” junto através dos vasos, linhas e tubulações presentes.

Quando o acúmulo de material radioativo passa dos limites de exposição à radiação determinado pela CNEN, é necessário prosseguir com o processo de descontaminação, antes que seus trabalhadores sofram algum tipo de sequela.

Além da exposição à radiação, a contaminação dos trabalhadores pode vir através da inalação ou ingestão de partículas geradas durante o processo de limpeza da plataforma Offshore. 

Estas partículas são lançadas ao ar no momento que jatos de limpeza entram em contato com as incrustações. Este tipo de contaminação é uma das mais perigosas, pois os efeitos são praticamente imediatos, podendo levar o trabalhador a óbito.

Existem empresas que disponibilizam o serviço de todo o gerenciamento, armazenamento e destinação final de rejeitos NORM/TENORM de forma segura e dentro das normas. 

Também fornecem toda a logística, como o entamboramento, o transporte e mão de obra apropriada, além de darem destino final a estes rejeitos, que não podem ficar armazenados em um depósito inicial (normalmente, na própria planta de produção em que foram encontrados).

Não se esqueça: as leis estão aí para serem seguidas à risca. Assim, você evita que acidentes ocorram, o que acarretaria em prejuízos humanos, materiais e ao meio ambiente.

Para saber mais sobre o processo de gerenciamento de rejeitos radioativos e ainda mais, baixe o nosso guia sobre a radiação no Offshore, um material completo e gratuito com tudo o que você precisa saber.

guia de radioproteção

Também não deixe de assinar a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!