Técnico em Segurança do Trabalho – Saiba mais sobre essa profissão!

Se você já leu o nosso material sobre a profissão de Engenheiro de Segurança do Trabalho, já viu que há diferenças entre ela e a de Técnico em Segurança do Trabalho.

O Técnico em Segurança do Trabalho é responsável por apurar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes pertinentes ao trabalho, identificar variáveis de controle de doenças e afins, orientar o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), entre outros.

Apesar de ter atribuições diferentes da profissão de Engenheiro de Segurança do Trabalho, ambos se complementam. 

Qual é a importância da Segurança do Trabalho?

Sabemos dos diversos riscos e perigos que muitas vezes o ambiente de trabalho pode ocasionar aos trabalhadores: radiação, contato com agentes biológicos, eletricidade, máquinas e equipamentos, incêndios, armazenamento e transporte de materiais, manuseio de produtos perigosos e ferramentas manuais são alguns exemplos de perigos enfrentados pelos trabalhadores.

A Segurança do Trabalho vem justamente para ajudar a proporcionar ao trabalhador e empresa um ambiente sem riscos e perigos.

O que faz um Técnico em Segurança do Trabalho?

As principais funções que um Técnico em Segurança do Trabalho deve desempenhar são:

  • Implementar e participar da elaboração e políticas de saúde e segurança do trabalho (SST);
  • Desenvolver ações educativas na área de SST;
  • Realizar o diagnóstico da situação de SST da instituição;
  • Investigar, analisar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes;
  • Identificar variáveis de controle de doenças, acidentes, qualidade de vida e meio ambiente;
  • Integrar processos de negociação;
  • Participar da adoção de tecnologias e processos de trabalho;
  • Orientar o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Mas fique atento para um detalhe: mesmo um Engenheiro de Segurança do Trabalho podendo realizar as funções de um Técnico em Segurança do Trabalho, o Técnico não pode seguir o caminho reverso.

Cabe a você se informar sobre essas duas carreiras e decidir qual é a que mais te interessa.

Inclusive, existem diversas instituições de ensino pelo país que contam com o curso de Técnico em Segurança do Trabalho.

O programa do curso fará o estudante explorar as diversas áreas envolvendo a Segurança do Trabalho, como a realização de avaliações e medidas de controle de riscos físicos, químicos e biológicos, a monitoração de riscos ocupacionais, a realização de avaliações e medidas de controle de riscos ergonômicos e de acidentes, a prestação de assistência de primeiros socorros, entre outros.

Como é o mercado de trabalho e quanto ganha um Técnico em Segurança do Trabalho?

O Técnico em Segurança do Trabalho é uma profissão que está em alta, além de ser um dos cursos mais procurados no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Visto que a procura por profissionais dessa área está alta, grande parte dos alunos termina o curso técnico já com emprego ou estágio garantido.

Os principais atrativos dessa profissão é a duração do curso que, por ser um curso técnico, não leva mais de dois anos para ser concluído.

Já a média salarial, de acordo com o site Vagas.com, hoje quem trabalha como Técnico em Segurança do Trabalho ganha um salário de R$2.875,00.

Quem define o piso salarial do Técnico em Segurança do Trabalho são os sindicatos da categoria. Por isso, o salário pode variar conforme a cidade ou o estado, além do setor de atuação do técnico.

Alguns sindicatos estabelecem pisos salariais diferenciados para Técnicos em Segurança do Trabalho que atuam em plataformas offshore, hospitais, engenharia, comércio, construção civil e indústria.

Conclusão

O Técnico em Segurança do Trabalho é fundamental para o dia a dia de uma empresa, já que ele é responsável por desenvolver ações educativas na área de SST, apurar e recomendar medidas de prevenção e controle de acidentes, orientar o uso de equipamentos de proteção individual ou coletiva, entre outros. 

Por isso, se você pretende seguir carreira na área de Segurança do Trabalho, não perca tempo.

Uma das áreas exploradas pela Segurança do Trabalho é a voltada para a Radioproteção de uma empresa, já que estamos diariamente expostos a materiais radioativos de ocorrência natural.

Se sua equipe tem IOEs (Indivíduos Ocupacionalmente Expostos) é necessário estabelecer um Plano de Radioproteção detalhado e eficiente para que todos os profissionais expostos à radiação tenham a proteção adequada conforme as normas da CNEN.

Você também pode contratar empresas especializadas em Radioproteção para cuidar da proteção radiológica da sua empresa ou da empresa em que você trabalha.

Para você que deseja ser um especialista em Segurança do Trabalho, preparamos um material completo com tudo o que você precisa saber sobre Radioproteção.

Cadastre-se na nossa newsletter e seja um especialista no assunto.

FONTES: